Turismo

11 motivos para conhecer Montreal, no Canadá.

By  | 

 

Por Claudia Skobelkin.
Fotos: Claudia Skobelkin e Internet/Reprodução.

O Canadá é uma país maravilhoso. Vale a pena visitar, morar ou estudar no país. Conheça um pouco de Montreal, na província de Quebec, cidade charmosa colonizada por franceses e ingleses. 

1- Qualidade de vida. 

O país foi eleito o melhor do mundo para se viver por vários anos consecutivos  de acordo com um estudo feito pela Revista The Economist  e ocupa o primeiro lugar no rankinng da Social Progress em qualidade de vida, que compreende itens como educação, saúde, cultura, infraestrutura, segurança e meio ambiente.

2- Segurança.

O documentário de Michael Moore sobre armas de fogo e violência nos EUA, ” Tiros em Columbine”,tem uma cena em que o diretor fica surpreso ao descobrir que os canadenses não trancam as suas casas. É verdade. Eles não trancam as suas casas. Eu morei em Montreal e posso comprovar isso. Já deixei o meu notebook na mesa de um Pub enquanto eu fui pedir uma cerveja no balcão e quando eu voltei, o computador estava lá. E esqueci por pura distração a minha bolsa no banheiro do Bell Centre, durante o intervalo de um jogo de hockey entre Canadiens de Montréal e New York Rangers.  Só percebi que eu estava sem a bolsa quando eu fui comprar pipoca. Desesperada, corri até o departamento de achados e perdidos do local e me devolveram a bolsa com tudo que ela tinha dentro. Montreal é uma cidade super segura. Índice de homicídio e violência? Irrisório.

3- Happy hour diário nos Pubs da cidade.

Enquanto os paulistas, cariocas e recifenses sofrem 2h diárias após o trabalho para chegar em casa, os canadenses chegam antes das 18h nos pubs da cidade para confraternizar e se divertir com os amigos. Não há trânsito com engarrafamento na cidade, praticamente não há trânsito na cidade, pois o transporte público funciona muito bem e serve a cidade inteira.
Dica de três Pubs que eu adoro: Peel Pub, localizado na St. Catherine, com música ao vivo , excelentes comidinhas e double de chopp no happy hour, Hurley´s Irish Pub e Les Deux Pierrots.

Jazz, Blues, Pop e rock ao vivo nos restaurantes, shoppings e bares da cidade
.

4- O metro quadrado com mais gente bonita que eu vi até hoje.
Levante as mãos para os céus. Você pode ouvir música de qualidade enquanto aproveita o jantar ou a balada. Nada de funk carioca, pagode, axé, ou sertanejo universitário. Um bar de jazz que eu adoro é o Upstairs. É ótimo. A noite no Café Campus é imperdível. Discoteca de primeira. Visite. Uma das bandas mais famosas de Montréal, Les Cowboys Frigants, é sensacional. Tente ver um show deles. Vale a pena.

Eu não sei se é por causa da colonização francesa, ou se é a parte inglesa da cidade que tem gente linda, mas Montreal concentra as pessoas mais estonteantes que eu já vi na vida. E olha que eu viajo desde pequena pelo Brasil e para o exterior. Em Montreal até cobrador de ônibus é loiro e de olho azul.
Hahaha.Keanu Reeves? Morou no Canadá desde os 5 anos até ficar famoso, na adolescência. RoyDupuis ( protagonista do seriado La Femme Nikita)? Canadense. Ryan GoslingEvangeline Lily e Shania Twain também são canadenses.

5- Vida Cultural.

Montreal fica a 4h de carro de Toronto, que tem uma cena de Broadway tão espetacular quanto a de Nova Iorque, é o centro financeiro do país e merece uma visita( uma NY no Canadá), fica a 6h de carro da big apple* e a 2h de carro deQuebec, cidade super charmosa, linda, romântica e 100% ”french-quebecois” que você precisa conhecer, se for para Montreal. Imagine uma cidade saída de um conto de fadas: você está em Quebec. Ottawa também merece uma visita, é a cidade onde se encontra o Parlamento e todos os prédios referentes ao Governo e tem um festival de Tulipas lindo. Montreal tem vida cultural intensa tão boa quanto a de NYC ou a de São Paulo.
Dá para conferir ao vivo shows dos melhores artistas do mundo no Bell Centre, como Paul McCartney, Bon Jovi, Madonna, etc.

A noite de Montreal ferve. Melhores lugares para curtir uma balada:
1- Old Montreal, parte antiga e histórica da cidade e tudo de bom.
2- Le Plateau- Localizado na parte francesa da cidade. Maravilhoso.
3- Rua Saint Laurent. Infinidade de bares, restaurantes, bistrôs, pubs.
4- Centro da cidade. Parte inglesa de Montréal e onde fica o Hard Rock Café Montreal, com shows ao vivo, drinks e sanduíches excelentes. Muito bom também na Rua Saint Catherine e arredores.

6- Verão com neve.

Ao invés de passar o verão no Brasil, que já tem calor o ano inteiro, que tal fugir para um lugar com neve? No Canadá faz frio quase 6 meses por ano (delícia) e de novembro a março, você pode aproveitar o tempo frio para praticar os esportes de inverno. Em Mont Tremblant, por exemplo, que fica a 2h de Montreal, é possível praticar ski e snowboard. Estação de ski maravilhosa. Outro fato interessante é que Montreal concentra vários shoppings centers subterrâneos, são 30 km de passagens subterrâneas e a cidade tem estrutura para que os canadenses e turistas não sintam frio. Todos os lugares fechados possuem calefação, o ônibus tem hora para passar (e não atrasa)- um ponto a cada 2 ou 3 quadras praticamente-, o metrô serve a cidade inteira e é ótimo.

7-Transporte, educação e assistência médica. 

O transporte na cidade é excelente. Os canadenses pagam impostos altos, porém esse dinheiro volta em recursos na saúde, educação, etc. A assistência médica é boa e os canadenses podem contar com bons médicos e hospitais, e a educação é de qualidade e gratuita, da infância até o início  da faculdade.

8- Custo-benefício e hospitalidade

O dólar canadense é bem mais em conta do que o dólar americano ( bom para as compras, passeios, hospedagem) e os canadenses amam os brasileiros e trocar ” cultura” com pessoas de outros povos. É um povo amável. O país tem até um programa de Imigração e os brasileiros são muito bem-vindos, inclusive. No website do Canadá é possível ver quais são as profissões que estão dentro do perfil de imigração.

9- Compras.

Além dos shopping centers subterrâneos, há muitas opções de compras em toda a St. Catherine e reúne desde lojas com produtos de tecnologia e eletrônicos, até souvernis e lojas de cosméticos, acessórios, roupas, maquiagem, etc. É a principal rua de comércio e marcas famosas da cidade. Old Montreal tem lojinhas de souvenirs interessantes e na parte francesa da cidade, há boas opções nas ruas próximas as estações de metrô Sherbrooke e Mont Royal. Lojas de departamento são uma boa opção também. E Chinatown, claro.

10- Festival de Jazz de Montréal, Cirque Du Soleil e Juste Pour Rire.

Um dos melhores festivais de Jazz do mundo e que reúne os artistas mais renomados do gênero. Sensacional.
O Cirque Du Soleil é canadense. Onde mais você vai conseguir ver um evento do Cirque, de graça? Eu vi. Em Montreal, claro. Os de São Paulo foram carinhos, mas igualmente encantadores e ”inacreditáveis”. Juste Pour Rire é um dos maiores festivais de comédia do mundo.

Montreal me deixa com esse sorriso 🙂

 11- Pontos turísticos, museus e gastronomia.
Montreal foi eleita pela Frommer’s, um dos 10 melhores lugares do mundo para se comer. Há opções para todos os estilos e bolsos. Restaurantes sofisticados, bares, restaurantes mais em conta, bistrôs, pubs, delis, cozinha internacional, mercados. É tudo muito bom. Não deixe de provar um prato tradicional de Quebéc: Poutine, feito de batata-fritas, molho gravy e queijo derretido e as cervejas de trigo artesanal La Blanche e Boréal.
Pontos turísticos interessantes:
Mont Royal ( a vista mais linda da cidade), Old Montreal (amo)- Visite o mercado ” Marché Bonsecours, Basílica de Notre Dame, Biodôme,
 Oratório São JoséJardim Botânico de MontrealLa Ronde
( parque de diversões), Biosfera de MontrealEstádio Olímpico, Place Des Arts,Parc Jean Drapeau ( onde se encontra o circuito Gilles-Villeneuve e ocorrem as corridas de F1 ), Bell Centre ( para os fãs de Hockey há uma loja do Montreál Canadiens e museu), PlanetárioPrefeituraMontreal Cassino e Parque La Fontaine.
Principais Museus: Museum of Fine Arts, Museu de Arte Contemporânea, Museu de Belas Artes, Centre D´Histoire de Montreal, Montreal Canadiens Hall Of Fame, Biodome de Montreal, Place Jacques-Cartier, Stewart Museum, Segal Centre for Perfoming Arts.

beijos da russa.

Foi editora e responsável pela criação da Revista ‘Viver Nutrilite’ e redatora da BCS Comunicação. Trabalhou como repórter freelancer para diversos veículos de comunicação cobrindo shows internacionais, nacionais e eventos. Foi Assessora de Imprensa nas áreas de beleza, moda, saúde e bem-estar na Papiro Comunicação e Know How Comunicação. Foi Assessora de Imprensa da Ana Massella Dermatologia e Clínica Estética. Atualmente é editora de conteúdo do site Passaporte Cultura e repórter colaboradora do Site Gossip. Jornalista por formação, cidadã do mundo e de bem com a vida. Apaixonada por Deus, viagens, Bon Jovi, cinema e séries, SPFC, rock, Dalí e Ayrton Senna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *