Cinema

12 filmes brasileiros que valem a pena assistir. Parte II.

By  | 

´Por Claudia Skobelkin Fotos: Divulgação e Internet/Reprodução.

Para celebrar o dia do cinema brasileiro, no dia 19 de junho, a gente fez uma lista com 12 filmes nacionais que você deveria assistir pelo menos uma vez. A primeira parte da matéria você pode conferir aqui. No segundo post, os longas vão da comédia à nostalgia dos programas infantis da TV aberta-, período em que a TV aberta ainda tinha qualidade e conteúdo na grade de programação das emissoras-, confira.

6- Minha Vida Em Marte.

Continuação da franquia “Os homens são de Marte… E é pra lá que eu vou” (2014), “Minha vida em Marte‘ é um filme de Susana Garcia com Mônica Martelli, Paulo Gustavo, Marcos Palmeira, Fiorella Mattheis. Recomendo assistir ao primeiro também. Paulo Gustavo e Mônica Martelli têm excelente química na tela (são amigos na vida real, inclusive) e nos proporcionam boas gargalhadas.

Sinopse:

Fernanda está casada com Tom, com quem tem uma filha de cinco anos, Joana. O casal está em meio ao desgaste causado pelo convívio por muitos anos, o que gera atritos constantes. Quem a ajuda a superar a crise é seu sócio Aníbal, parceiro inseparável durante a árdua jornada entre salvar o casamento ou pôr fim a ele.  

7- Bingo O Rei das Manhãs.

Filme de comédia dramática de Daniel Rezende com Vladimir Brichta, Leandra Leal, Augusto Madeira, Ana Lucia Torre e inspirado na vida de Arlindo Barreto, que interpretava o palhaço Bozo, na TV. Quem nasceu na década de 70 ou 80 com certeza se divertiu muito com o palhaço mais famoso do Brasil, no SBT- ou pelo menos ouviu dele-, um clássico. Nostalgia Boa com um final bacana e surpreendente.

Sinopse:

Cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo da televisão brasileira durante a década de 1980. Barreto alcançou a fama graças ao personagem, apesar de jamais ser reconhecido pelas pessoas por sempre estar fantasiado. Esta frustração o levou a se envolver com drogas, chegando a utilizar cocaína e crack nos bastidores do programa.

8- Carandiru.

Um filme de Héctor Babenco com Luiz Carlos Vasconcelos, Milton Gonçalves, Ivan de Almeida, Rodrigo Santoro e Ailton Graça. História bem contata com um elenco de peso. Filme inspirado no livro homônimo, do autor e médico Dráuzio Varella e tão bom quanto ele.

Sinopse:

Um médico sanitarista se oferece para realizar o trabalho de prevenção ao vírus HIV no Carandiru, maior presídio da América Latina, durante os anos 90. Convivendo diariamente com a dura realidade dos encarcerados, ele presencia a violência agravada pela superlotação, a precariedade dos serviços prestados e a animalização dos presos. Paradoxalmente, conhece o sistema de organização interna e o lado frágil, romântico e sonhador daqueles que tanto mal parecem ter feito à sociedade.  

9- Central do Brasil.

Com Direção de Walter Salles, o filme tornou-se um marco na história do cinema nacional e segue o estilo ‘road movie’, ou ‘ filme de estrada”. Super premiado, foi indicado ao Oscar na categoria de melhor filme estrangeiro e Fernanda Montenegro foi indicada na categoria melhor atriz, – a nossa dama do teatro brasileiro deveria ter levado a estatueta para casa- na minha opinião. Questões sociais como analfabetismo, desiguldade, abandono e elementos religiosos, fazem parte da trama. Estrelado por Fernanda Montenegro, Vinícius de Oliveira, Marília Pêra, Othon Bastos, Matheus Nachtergaele, Caio Junqueira e Otávio Augusto.

Sinopse:

Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ela embolsa o dinheiro sem sequer postar as cartas. Um dia, Josué, o filho de nove anos de idade de uma de suas clientes, acaba sozinho quando a mãe é morta em um acidente de ônibus. Ela reluta em cuidar do menino, mas se junta a ele em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai de Josué, que ele nunca conheceu.

10- Meu nome não é Johnny.

Um filme de Mauro Lima inspirado em fatos reais, é uma adaptação do livro ‘Meu nome não é Johnny: a viagem real de um filho da burguesia à elite do tráfico”. Com Selton Mello, Cleo Pires, Flavio Bauraqui, Cássia Kiss e João Guilherme no elenco. Impossível não gostar de um filme protagonizado ou dirigido por Selton Mello, né? Pronto, falei. 🙂

Sinopse:

João Guilherme Estrella é um jovem da classe média que se torna o rei do tráfico de drogas da zona sul do Rio de Janeiro. O rapaz inteligente e adorado pelos pais passa a ser investigado pela polícia e enfrenta a dura realidade de um criminoso.

11- De pernas pro ar 1. (trilogia).

Comédia nacional campeã de bilheteria, o filme de Roberto Santucci conta com Ingrid Guimarães (sinônimo de boas gargalhadas na telinha, ela é ótima), Bruno Garcia (I), Maria Paula e Rodrigo Candelot no elenco. De Pernas pro ar 2 e 3 também são bons filmes. Recomendo.

Sinopse:

Após ser abandonada pelo seu marido João e demitida de seu emprego, Alice fecha uma parceria com Marcela, sua vizinha e dona de uma loja de artigos eróticos. 

12- Lisbela e o Prisioneiro.

Um filme cativante do início ao fim com muito humor, romance, diversão e elementos da cultura nordestina . Dirigido por Guel Arraes e com Selton Mello, Débora Falabella, Marco Nanini e Bruno Garcia no elenco.

Sinopse:

A jovem Lisbela adora ir ao cinema e vive sonhando com os galãs de Hollywood dos filmes que assiste. Leléu é um malandro conquistador, que em meio a uma de suas muitas aventuras chega à cidade da moça. Após se conhecerem eles logo se apaixonam, mas Lisbela está de casamento marcado. Em meio às dúvidas e aos problemas familiares que a nova paixão desperta, há ainda a presença de um matador que está atrás de Leléu, devido a ele ter se envolvido com sua esposa no passado.

Curta Passaporte Cultura nas redes.

Facebook: www.facebook.com/passaportecultura

Instagram: @passaportecultura

Foi editora e responsável pela criação da Revista ‘Viver Nutrilite’ e redatora da BCS Comunicação. Trabalhou como repórter freelancer para diversos veículos de comunicação cobrindo shows internacionais, nacionais e eventos. Foi Assessora de Imprensa nas áreas de beleza, moda, saúde e bem-estar na Papiro Comunicação e Know How Comunicação. Foi Assessora de Imprensa da Ana Massella Dermatologia e Clínica Estética. Atualmente é editora de conteúdo do site Passaporte Cultura e repórter colaboradora do Site Gossip. Jornalista por formação, cidadã do mundo e de bem com a vida. Apaixonada por Deus, viagens, Bon Jovi, cinema e séries, SPFC, rock, Dalí e Ayrton Senna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *